Eleitos na Funcef tomam posse nesta quarta-feira (1º)

Por Carolina Marçal

Para o presidente da Fenae, Sergio Takemoto, a eleição dos representantes dos empregados para a Funcef significa a confiança dos trabalhadores na luta das entidades pela preservação dos seus direitos

Os diretores e conselheiros eleitos no último pleito da Fundação dos Economiários Federais (Funcef) tomam posse nesta quarta-feira, 1º de junho. A expectativa dos eleitos é fortalecer a Funcef, torná-la mais transparente e garantir aos participantes segurança sobre o seu patrimônio.

Para Jair Pedro Ferreira, diretor de Benefícios eleito, o momento é de preservar a administração da Funcef aos recursos dos participantes. “Temos um grande trabalho a ser feito e contamos com a participação de todos neste desafio, especialmente em função dos recentes ataques às entidades fechadas de previdência complementar. Querem jogar nossos recursos para serem administrados pelos bancos privados. Não vamos aceitar esse absurdo. Enfrentaremos juntos os desafios, sempre na defesa do nosso fundo de pensão e na luta pela Caixa pública e social”, afirmou.

Jair ressaltou a importância do processo eleitoral da Fundação, conquista recente que começou em 2002. “É muito importante fortalecer e ampliar essa conquista, que é a presença dos participantes na gestão da Funcef. Nosso papel, enquanto dirigentes, é ouvir e valorizar os participantes, que são os verdadeiros donos da Fundação. Vamos trabalhar em conjunto com as entidades para estarmos próximos dos trabalhadores, já que as entidades representativas atuam junto e em prol dos empregados da Caixa de qualquer segmento”, destacou.

Para Rogério Vida, eleito diretor de Administração e Controladoria, esta eleição representa a retomada do trabalho do movimento dos empregados em benefício da categoria bancária. “Entendo que a nossa eleição tem a ver com reconhecimento da importância dos movimentos dos empregados da Caixa não só nas conquistas diárias, enquanto o movimento sindical e associativo, mas principalmente para representar os trabalhadores na Funcef, levando para dentro da Fundação o recado do participante, aquilo que eles esperam de nós como dirigentes”.

O diretor eleito reforça o compromisso assumido com os participantes. “Estou satisfeito com essa vitória e, sobretudo, extremamente comprometido com uma gestão que seja a construção da sustentabilidade e da perenidade da Funcef. Ao fortalecer e resgatar a credibilidade da Funcef, protegemos o recurso do participante, construído ao longo do seu tempo laboral na Caixa, e garantimos o que ele espera: ter uma aposentadoria tranquila, colhendo os frutos que plantou na época do seu trabalho”.

Sâmio Cassio, eleito Conselheiro Fiscal, ressalta que o trabalho será pautado na ética, transparência, integridade e um primoroso cuidado para que os investimentos da Funcef sejam precedidos de processos rigorosos de Valuation. “Precisamos realizar audiências públicas onde os participantes possam opinar sobre os investimentos, resguardando os sigilos legais. Devemos também implementar um programa de capacitação constante dos membros do Conselho Fiscal para que todos os membros estejam sempre preparados para opinar sobre os investimentos, procedimentos contábeis e atuariais da Funcef. Encontrar uma solução para diminuir o contencioso também está na pauta do conselheiro.

As conversas com os trabalhadores durante a campanha foram fundamentais para perceber as inseguranças sobre os resultados e sobrevivência da Funcef, além de conhecer a expectativa dos participantes, avaliou o conselheiro deliberativo eleito, Selim Antônio Oliveira.

“Trabalharemos juntos com as entidades associativas e sindicais para garantir uma melhor transparência na Fundação, objetivando resultados que alcancem nosso objetivo atuarial, que contribuam para a revisão do equacionamento, cobrança do contencioso e melhoria na política de investimentos”, explicou Selim. “É importante destacar que uma Funcef forte passa por uma Caixa pública e voltada aos interesses da sociedade”, completou.

Além dos titulares eleitos, também tomam posse os suplentes Helaine Coutinho (Conselho Deliberativo) e Tamara Siqueira (Conselho Fiscal). Todos integram o movimento Juntos – A Funcef é dos Participantes – grupo apoiado pela Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa Econômica Federal (Fenae) e outras entidades associativas e sindicais.

Ana Fátima de Brito (titular) e Fabiano Nascimento da Silva (suplente) completam a segunda vaga para o Conselho Deliberativo da Funcef. 

“Os empregados estão atentos”

Para o presidente da Fenae, Sergio Takemoto, a expectativa é de uma nova fase na Funcef, quando os participantes voltarão a ter voz dentro do terceiro maior fundo de pensão do país. “Apoiamos os candidatos do movimento Juntos -A Funcef é dos participantes porque acreditamos que vão defender verdadeiramente os direitos e interesses dos participantes. Estaremos atentos”, disse.

Para Takemoto, esta eleição representa a confiança nas entidades, a confirmação que os empregados da Caixa estão alertas aos ataques do governo aos seus direitos. “Os empregados estão mobilizados e reconhecem a luta das entidades. Prova disso é a eleição de representantes dos trabalhadores não só na Funcef como também no Conselho de Administração (CA) do banco, com Rita Serrano.

O presidente cita outro exemplo da força das entidades e da participação ativa dos trabalhadores no enfrentamento aos ataques do governo. “Outra comprovação de que a mobilização é sempre o caminho foi a revogação da CGPAR 23”, citou Takemoto. “Nos unimos para aprovar o projeto da deputada Erika Kokay (PT/DF) e conseguimos barrar a resolução que representava o fim do Saúde Caixa para grande parte dos empregados”, lembrou o presidente da Federação.

Informações retiradas na íntegra do site da FENAE

Gostou do post? compartilhe com seus amigos:

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email
Share on telegram
Telegram

Deixe uma resposta