“Não Toque em Meu Companheiro” será exibido nesta sexta no Festival Cinelatino em Toulouse, na França

Por Carolina Marçal

Dirigido pela cineasta Maria Augusta Ramos, a obra é coproduzida pela Fenae e relata episódios que marcaram a demissão injusta de 110 trabalhadores da Caixa no governo Collor

A exibição internacional do documentário “Não Toque em Meu Companheiro”, nesta sexta (11), às 21h, na Cinemateca de Toulouse (França), faz parte da programação da 33ª edição do “Festival Cinelatino – Rencontres de Toulouse”, que este ano traz uma mostra das obras da diretora Maria Augusta Ramos. Confira a programação! 

Lançado em fevereiro de 2020, o documentário retrata a história de 110 trabalhadores demitidos injustamente no governo Collor. Durante mais de um ano, os bancários e suas famílias sobreviveram graças à união e solidariedade de colegas do banco, que se mobilizaram para amparar financeiramente os demitidos até eles serem integrados à Caixa, em 1992.

A Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa Econômica Federal (Fenae) é coprodutora de “Não Toque em Meu Companheiro” juntamente com a NoFoco Filmes.

“Neste momento em que os trabalhadores e a democracia estão sendo atacados é fundamental resgatar histórias como a que uniu os empregados da Caixa em 1991. Uma das missões da Fenae é defender os direitos dos trabalhadores, a democracia e a justiça social”, reforça Sergio Takemoto, presidente da Fenae.

No documentário, que mescla cenas antigas do movimento grevista bancário, pronunciamentos de Fernando Collor e manchetes de jornais da época, os trabalhadores demitidos aparecem nos dias atuais, reunidos em São Paulo, Belo Horizonte e Londrina, cidades onde ocorreram as demissões.

“Não Toque em Meu Companheiro” já foi exibido em várias capitais brasileiras e em plataformas digitais.

Cinelatino

A retrospectiva da carreira da cineasta ocorre de 9 a 18 de junho e reunirá outras obras como Justiça, Juízo, Morro dos Prazeres e O Processo- uma narrativa sobre os bastidores do impeachment da ex-presidenta Dilma Rousseff. O Cinelatino é um festival dedicado ao cinema latino-americano, realizado anualmente na cidade de Toulouse, desde o final da década de 1980.

Além da mostra de documentários, a diretora é uma das entrevistadas da atual edição da Cahiers du Cinéma, uma das mais influentes publicações da crítica cinematográfica no mundo.

Informações retiradas na íntegra do site da FENAE

Gostou do post? compartilhe com seus amigos:

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email
Share on telegram
Telegram

Deixe uma resposta